A última da GTA


Outro dia estava um pouco nostálgico, e entrei num video que achei interessante, do GP da Bélgica de 1970. Logo fiquei triste, por que dos oito pilotos abordados nos momentos iniciais do video, somente Stewart e Amon saíram vivos do esporte. O resto – Rodriguez, Siffert, Rindt, Courage, Peterson, Giunti – morreria em acidentes, e o único do grupo que sobreviveu mais tempo foi Ronnie.

Depois acabei achando um video legal sobre a primeira corrida do Campeonato Europeu de Turismo de 1971. As provas de turismo eram bem diferentes na época, com grande diversidade de fabricantes e categorias, além de pilotos conhecidos. A corrida foi um marco divisório nas provas de turismo.

Além das Alfas da Autodelta e de particulars com diversas cilindradas, estavam presentes Ford Capri da fábrica, BMWs de diversos tipos (2800, 1600, 2002), as Fiat da Equipe Fillipinetti, liderada por Mike Parkes, um Opel, além de carrões americanos de grande cilindrada, Ford Mustang e Chevrolet Camaro. Os videos demonstram bastante esta diversidade.

Os Camaros e o Mustang não foram bem, com pilotos de fraco pedigrê (Cox Kocher, Ivo Grauls, etc), e provavelmente carros mal preparados. A Abarth retirou seus carrinhos de um litro, com o cancelamento da classe. Assim, Arturo Merzario ficou sem carro, mas não por muito tempo – acabou pilotando o Opel da Steinmetz.

Apesar dos BMW e Capri serem mais rápidos, quem acabou vencendo a corrida foi Toine Hezemans, com uma Alfa Romeo GTAM de 2 litros da Autodelta. Foi a última vitória geral de uma Alfa Romeo da família GTA no ETC. As Alfas continuaram a faturar na classe 1300, mas na classificação geral, ficaram bastante fracas em relação à oposição alemã. Hezemans se destacou por pilotar sozinho, nesta corrida de 4 horas.

Entre os outros pilotos interessantes que participaram da corrida estavam Merzario, Jochen Mass, Alex Soler Roig, Francois Mazet, Helmut Marko, Gerard Larrousse, Hans Stuck, Dieter Glemser, John Fitzpatrick, Gianpiero Moretti, Harald Ertl, Carlo Facetti, Jean Xhenceval, Spartaco Dini e Dieter Basche.

http://www.youtube.com/watch?v=Vh_btZyQv4o&feature=related
http://www.youtube.com/watch?v=BxUcha4Q2PY&feature=related
http://www.youtube.com/watch?v=n4Ai5_BEIoA&feature=related

Comments

Popular posts from this blog

O piloto de Fórmula 1 mais rico do mundo

Patrocínios e patrocinadores – nem tudo que reluz é ouro

Uma grande decepção