Amizade

Há muita gente que fica impressionada como grande número de amigos que tenho no facebook, quase 5000. Daí explico que a maioria não conheço, e entre aqueles que conheço, alguns poucos posso realmente chamar de amigos. Imagino que muita gente que me convida para amizade deve achar que sou alguém importante no automobilismo, porque tenho entre minhas amizades diversos ex-pilotos de Fórmula 1. Outros devem achar que sou alguém no mundo do entretenimento, por que elenco entre meus amigos alguns músicos e atores famosos. E quanto mais gente você tem, mais gente te procura. O fato é que tenho um monte de gente cujo pedido de amizade não aceitei.

Na realidade, a maior parte da galera não interage comigo de qualquer forma. Muitos aparentemente nunca postam nada. Não entendo por que estão na minha lista, e só a inércia e minha endêmica falta de tempo me impedem de fazer uma degola geral.

Sim, o termo amizade parece que se redefiniu com o facebook. E com a interatividade de modo geral. Muitos amigos passam a maior parte do tempo checando seus celulares doentiamente, mesmo quando você está num animado papo - ou tentando ter um animado papo. Como não tenho como contra-atacar, afinal de contas não tenho celular, saio perdendo na jogada.

Sempre teve aquela rapaziada que diz que todo mundo é seu amigo, etc. Principalmente brasileiros adoram dizer que são amigos (ás vezes amigos íntimos) de gente famosa e rica. Basta ter apertado a mão do cara que já diz que é teu amigo. Basta estar no mesmo elevador com o cara famoso que a amizade já está selada, sacramentada e com firma reconhecida.

Na realidade, na maior parte dos casos hoje em dia a pessoa não é amiga da outra. O verbo está errado. O verbo certo seria ESTAR amigo. Você está  amigo de alguém. As amizades são bastante passageiras, e o verbo ser tornou-se inadequado. Basta você fazer algo que a pessoa não gosta, e KA-PAU, uma amizade de muitos anos vai para o crematório.

Eu particularmente procuro lembrar de tudo de bom que fizeram para mim até hoje, mesmo de pessoas que se afastaram, ou dos quais me afastei. Principalmente se me deram um pato. Mas este sou eu. Sei que a maioria não age assim e não vou ser eu a mudar o mundo.

O mais importante, entretanto, é não ter muitos inimigos.

Por uma razão simples. Quando você tem poucos amigos verdadeiros, não pode se dar ao luxo de ter muitos inimigos. Por que os inimigos são sempre verdadeiros.  

Comments

Popular posts from this blog

O piloto de Fórmula 1 mais rico do mundo

Patrocínios e patrocinadores – nem tudo que reluz é ouro

Uma grande decepção