Ensinando o Padre Nosso ao Vigário

Além de ser a final do campeonato de 2010, duas coisas interessantes podiam acontecer após a prova de Homestead daquele ano. Uma delas aconteceu, o quinto campeonato consecutivo de Jimmy Johnson. No ano anterior, Jimmy quebrara o recorde de Cale Yarborough, tri-campeão em 76-77-78, e então se firmou como recordista absoluto de campeonatos consecutivos, embora ainda esteja com dois a menos do que Richard Petty, campeão sete vezes.

A vitória de Jimmy excluiu a outra coisa historicamente interessante. Denny Hamlin liderava o The Chase após a última etapa. Se ganhasse seria seu primeiro campeonato, mas nada há de muito interessante nesse marco - todos outros campeões ganharam seu primeiro campeonato um dia, até Jimmy. O importante é que Hamlin pilota um Toyota, e se fosse campeão, não só seria o primeiro campeão da Toyota, mas o primeiro de uma montadora não americana.

Na hora do almoço, sentei-me à mesa com um senhor, que posteriormente descobri ter 82 anos. Inicialmente, não falamos muito, mas eventualmente começamos a conversar. Tentando demonstrar o meu grande conhecimento Nascariano, mencionei os dois fatos acima, o ângulo Jimmy e o ângulo Toyota. E arrematei que a vitória da Toyota seria o primeiro campeonato de uma montadora estrangeira.

Para mostrar que era do metier, mencionei que tinha escrito sobre a única vitória de uma marca estrangeira na NASCAR, antes da entrada da Toyotahttp://brazilexporters.com/blog/index.php?blog=5&s=keller+linden&submit=Search. Na realidade, só me lembrava que a corrida foi ganha por um Jaguar, não me lembrava direito do ano, do nome do piloto e da pista.

Daí veio a surpresa. O homem sentado na minha frente era justamente Bill Claren, que não somente participou da tal corrida em 1954, em Linden NJ (chegou em quarto com um Jaguar) mas também foi um dos idealizadores da mesma. Na realidade, esta foi uma corrida de carros esporte, a única da NASCAR até hoje, e a liga SCODA, que forneceu a maioria dos carros para aquela corrida, foi co-fundada por ele. Bill foi o primeiro campeão profissional de corridas de carros esporte nos EUA, mas começou nos Midgets logo após a Segunda Guerra Mundial. 

Eventualmente, a SCODA se tornou a divisão de carros esporte da NASCAR, chamada NASCAR-SCODA, mas nos anos 60 a NASCAR se concentrou nos stocks mesmo.
Depois disso Bill, que correu até 1968, criou uma Associação Americana de Formula Ford, até hoje escreve colunas para diversos jornais e faz consultoria para pilotos, entre outros, Martin Truex que liderou diversas voltas no domingo.

Ou seja, eu querendo ensinar o Pai Nosso ao vigário...

Conhecer e conversar com Bill foi a coisa mais gratificante e interessante da minha Aventura Nascariana.

Comments

Popular posts from this blog

O piloto de Fórmula 1 mais rico do mundo

Patrocínios e patrocinadores – nem tudo que reluz é ouro

Uma grande decepção