Bons Tempos

Até 1997, a corrida de F3 de maior prestígio no mundo era, sem dúvida a preliminar do GP de Monaco. Depois dessa edição, só foi realizada uma outra prova de F3 no Principado, em 2005.
Quem abocanhou para si o título de prestígio na F3 foi uma outra corrida de rua, o GP de Macau. Indubitavelmente, em charme Macau é a segunda pista de rua no mundo. Nem Long Beach conseguiu chegar perto, tampouco Valencia.

Foi justo no enclave lusitano na Ásia que brasileiros tiveram muito sucesso, no período de transição da chegada da F3. Pois até 1982 a corrida era disputada inicialmente por carros de Fórmula Libre, depois de Fórmula Pacific. Esta nada mais era do que a versão oriental da Fórmula Atlantic, monopostos de 1600cc.

O vencedor dessa última corrida de Pacific foi o brasileiro Roberto Moreno, em 1982.
E o vencedor da primeira prova de F3 em Macau foi Ayrton Senna, em 1983. Embora tenha chegado um pouco em cima da hora,depois de um longo voo, sem ter oportunidade de treinar Senna marcou a pole, e liderou todas as voltas das duas baterias. E também marcou a melhor volta.

Em Macau Ayrton teve concorrentes bem mais fortes do que seus competidores na F3 inglesa, que chegou a ter corridas com 11 carros em 83. O segundo colocado, por exemplo, foi Roberto Guerrero, que já tinha pilotado na F1. Em terceiro chegou Gerhard Berger, seu futuro colega na McLaren. O quarto foi Eje Elgh, sueco veterano da F3 e F2, seguido de Allen Berg e Jean Louis Schlesser. Além disso, outros veteranos rápidos participaram da prova, como o americano Bob Earl, já vencedor na época da Pacific, Vern Schuppan, Tommy Byrne e Price Cobb. O carro usado por Senna foi um Ralt Toyota da West Surrey.

Em 1984 nenhum brasileiro participou da corrida. Mas em 1985, Mauricio Gugelmin fez uma das melhores corridas da sua vida, quase copiando o feito de Ayrton. Fez a pole, ganhou as duas baterias, só não fez a volta mais rápida.

Big Mo também correu com um Ralt da West Surrey, só que com motor VW.

Gugelmin também teve fortes concorrentes. O segundo foi Mike Thackwell, seguido do ex-piloto de F1 Jan Lammers, Roberto Guerrero, John Nielsen e o ex-piloto da Ferrari na F1, Rene Arnoux. Outros pilotos rápidos que participaram da prova foram Martin Brundle, Kenneth Acheson, Johnny Dumfries, Russel Spence, Andy Wallace, Aguri Suzuki, Emanuelle Pirro, Christian Danner e Didier Theys.

Ou seja, nesse período de quatro anos, brasileiros gaanharam a prova nada menos do que três vezes!

Infelizmente, o domínio brasileiro não continuou. De fato, daí para frente somente Lucas di Grassi conseguiu a vitória na simpática corrida asiática. Não foi por falta de tentativas. Entre outros que disputaram essa corrida no início da fase F3 estavam Maurizio Sandro Sala, Christian Fittipaldi, Gil de Ferran, Rubens Barrichello, André Ribeiro, Oswaldo Negri, Gualter Salles, Ricardo Rosset, Mario Haberfeld, Helio Castroneves e Enrique Bernoldi.

Na edição de 91,  quatro brasileiros disputaram a prova, de Ferran, C. Fittipaldi, Barrichello e Paulo Carcasci. Christian chegou em terceiro, e Barrichello em quinto.

Mas infelizmente, a mágica brasileira nas ruas de Macau havia se esvaído.

Comments

Popular posts from this blog

O piloto de Fórmula 1 mais rico do mundo

Patrocínios e patrocinadores – nem tudo que reluz é ouro

Uma grande decepção