NAMOROS ENTRE PILOTOS, E UMA QUASE MORTE

Post de 2014

Hoje em dia quase todos estão acostumados com o namoro entre Danica Patrick e Ricky Stenhouse Junior, dois pilotos da NASCAR. Até recentemente Stenhouse, que tem cara de garoto, era mais conhecido por esse fato do que seus resultados. Ocorre que Ricky já chegou em segundo numa corrida deste ano, algo que Danica nunca chegou perto até hoje. Os dois pilotos, que já se estranharam na pista, já namoram há algum tempo, embora nem Ricky, nem sua mãe pareçam gostar do hábito de Danica de se expressar com multidões de palavrões.

Na Indycar Danica não namorou ninguém. 



O romance Danica-Ricky não foi o único da história do automobilismo. De fato, a primeira mulher a correr na Fórmula 1, Maria Teresa de Filipis, chegou a ser noiva, ouviram bem, noiva de outro piloto italiano, o mais famoso Luigi Musso. Não deu em casamento, e para Maria Teresa foi melhor assim, pois em poucos anos ficaria viúva.

A própria Maria Teresa quase não chega a pilotar na F-1, pois um acidente em Mugello, em 1955, quase lhe leva a vida. O carro saiu da pista, e terminou pendurado numa árvore, que dava para um penhasco. Ajudou bastante o fato de Maria Teresa pesar somente 45 kg, e ter bastante equilíbrio, pois antes de abraçar o automobilismo, seu esporte era a equitação. Se equilibrou e o carro não despencou. Eventualmente, acharam uma corda, que foi usada para retirá-la com muito cuidado da sua Maserati 2 litros. Que diga-se de passagem, fora comprada de Luigi Musso.

Carlos de Paula é tradutor, escritor e  historiador de automobilismo baseado em Miami 

Comments

Popular posts from this blog

O piloto de Fórmula 1 mais rico do mundo

Patrocínios e patrocinadores – nem tudo que reluz é ouro

Uma grande decepção